Os Arcontes, a Falsa Realidade e os Guardiões das Portas

Os seres primevos, criadores da nossa realidade atual

Os Arcontes são seres primevos, interdimensionais, criadores de realidades, derivados, como nós, da Fonte. No nosso meio, se tratam de baixas, destarte poderosas, emanações da Fonte e tem caráter negativo. Abaixo deles e vertidos por eles vem o mundo dos poderes demoníacos de fato.

Como, repito, na matrix a qual pertencemos, esses elementos tem polaridade negativa, se alimentam de efluências negativas e delas se utilizam para se vitalizarem.

Proporcionam, em suas realidades forjadas, um ambiente desafiador para os espíritos que dejesam experimentar, evoluir e sobrepujar mundos voltados ao ego, numa dualidade negativamente polarizada. São meios de evolução mais rápida, porém perigosos para os que fracassam, pois esses correm o risco de voltarem piores do que quando ingressaram na jornada.

A Terra atual é produto da criação desses seres; um planeta prisão por eles criado, onde as almas que se dispõe a enfrentar essa realidade, jogam o jogo da superação, da compreensão da dualidade e da unicidade, num ambiente extremamente desfavorável.

Os Arcontes dividiram nosso mundo em camadas de uma pirâmide, onde se posicionaram no topo e na base, a quase totalidade da população terrena.

Por dezenas de milênios vêm se alimentando do medo, sofrimento e aflição das almas aqui encarceradas; sensações essas alentadas por si mesmos.

Cooptaram seres extraterrestres de outras dimensões, como os Annunakis e os Draconianos, indivíduos de baixas vibrações, para cooperar com a perpetuação dos tormentos e para manter oculta a verdade sobre tudo que nos cerca.

Muitos desses extraterrestres aqui encarnaram em corpos humanos, e tomaram posse, desde milhares de anos, do controle financeiro e governamental do orbe, transformando-o numa ferramenta de escravização e vampirização da massa planetária. Essa elite, encabeçada por treze famílias que, por muitos, é conhecida por kabbalah ou máfia khasariana, formou um grupo de indivíduos, ligados por laços sanguíneos, no intuito de dominar o mundo, impondo uma ditadura familiocrata fascista, que se conhece, há tempos, com o nome de nova ordem mundial. São satanistas, que se escondem clandestinamente em seus cultos de adoração ao seu mestre, oferecendo sacrifícios de sangue humano, inclusive de bebês, em espetáculos de abominações inimagináveis.

Constituiram a classe de guardiões dos portões arcônticos, divulgando de uma falsa realidade e uma falsa ciência, por meio de uma mídia controlada por si mesmos.

Os líderes religiosos de todas as correntes, todas elas, são outro grupo que mantêm guarda em frente as portas da verdade dessa realidade deturpada. Desviam o indivíduo da sua libertação, reprimindo sua intuição e fazendo-o retornar à roda do samsara, metendo-o num novo corpo e retornando-o ao mundo de sofrimento e enganação, a fim de suprir os desejos famélicos lascivos dessas entidades.

O frater da Conscendo tem que saber, antes de tudo, que a verdade absoluta dispensa credos ou doutrinas de qualquer tipo, ela encontra-se dentro de si próprio e é conseguida por meio da sagrada intuição, a nossa sagrada ligação direta com a Fonte, onde não existe nenhuma interferência arcôntica. Dispense qualquer ajuda externa e concentre-se em si mesmo e, em consequência, os véus se dissiparão. O esclarecimento e a verdade são as chaves para as portas que essse asseclas do mal tanto protegem. Como disse Jesus: "seres iníquos, guardam as portas dos céus, onde não conseguem entrar, como também não deixam que ninguém entre".

Temos boas notícias nesses tempos finais, nas últimas duas décadas, vem sendo travada, nos bastidores, uma guerra para a eliminação da kabbalah, tendo sido esse grupo praticamente derrotado, juntamente com seus planos de eliminação de 90% da humanidade (veja pedras da Georgia) e de início de uma terceira guerra mundial.

Segundo diversas fontes, ET's de caráter negativo como os grays, draconianos e outros, foram expulsos do nosso orbe, inclusive de suas bases subterrâneas e não mais circulam entre nós.

Só restaram alguns draco-repitilianos, encarnados em corpos humanos, pertecentes à kabbalah, e os Arcontes. Os primeiros, como dissemos, entraram em decadência e, em breve, serão também extirpados da nossa sociedade, por ocasião do "Evento". Os segundos serão derrotados de uma forma diferente: como nunca mudarão, uma vez que, a sua essência é primordialmente negativa, já sabem que seu trabalho aqui terminou, porquanto é chegada a hora da separação do joio e do trigo sendo que, depois disso, lhes faltarão o alimento, visto que não restará alma sequer que ressoe com seu nível vibracional. Passarão, então, à etapa seguinte, forjando novas realidade voltadas ao ego e à separatividade, cooptando novas almas que quiserem experenciar esse desafio.

Sinceros desejos de Ascensão

Conscendo Sodalitas