Realidade Atual

Os moldes que dão forma aos dirigentes governamentais e religiosos atuais

Nenhuma sociedade quer que sejas sábio
Isso vai contra os fundamentos de todas as sociedades
Se as pessoas são sábias, não podem ser exploradas
Se são inteligentes, não podem ser manipuladas
Não podem ser forçadas a viver mecanicamente,
a viver como robôs
Os sábios buscam sua individualidade
Eles aspergem, ao seu redor, a fragrância da rebelião
Eles amam viver em liberdade
E a liberdade vem com a sabedoria
E nenhuma sociedade quer que sejas livre
A sociedade comunista, a facista, a capitalista, a hindu, a muçulmana, a cristã...
Nenhuma sociedade
Porque no momento em que começam a usar a própria inteligência, se tornam perigosos
Perigosos para o sistema
Perigosos para as pessoas que estão no poder
Perigosos para os eruditos instalados
Perigosos para todo tipo de opressão, exploração e supressão
Perigosos para as igrejas
Perigosos para os estados
Perigosos para as nações
Na verdade, um homem e uma mulher sábios são como fogo vivente
Como Avatares
Que não podem vender sua vida
Que não podem ser subservientes
Que preferem morrer a converter-se em um escravo

Religião, Bem ou Mal?

Como o universo é dual, não existe o bem absoluto, nem o mal absoluto, nem mesmo o completamente certo ou o completamente errado. Toda a idéia e todo o ser é composto das substâncias duais e por isso mesmo é andrógino em toda a sua composição, em qualquer des suas dimensões. Marx, um notório mago da mão esquerda, certa vez afirmou que as religiões eram 'o ópio da humanidade'. Essa afirmação não estava completamente certa, nem completamente errada, depende da interpretação.

Muitas religiões, para não dizer quase todas, produzem, com seus ensinamentos infantis e de dúbia interpretação, efeitos colaterais danosos, os quais estimulam o ócio filosófico, a inépcia espiritual, a modorra vivencial...

Nesse ponto sim, as religiões atuam como uma droga de controle das massas, um grilhão que prende a humanidade às suas rotinas diárias imutáveis, idealizadas pelos neo-escravagistas modernos. A humanidade terrena atual não passa de massa servil a trabalhar para uma elite torpe e mal intencionada e nem se apercebe disso. Vive em uma sociedade idealizada e moldada por seres controladores malévolos, que arrebanha o seu exército de trabalhadores servis em um meio regido pela disseminação da ignorância e pelo poder econômico.

A quase totalidade das religiões foram mesmo criadas para controlar as multidões, prometendo-lhes o céu, após uma vida de penúria e labor sem recompensas. Os seres engalfinhados por essas doutrinas temem até mesmo perder a sua vaguinha no paraíso, quando ousam pensar em algo que possa divergir de seus tópicos dogmáticos. Por isso mesmo, se contentam com a vida que levam e não progridem nem materialmente e, principalmente, espiritualmente.

Em nosso universo dual, o perfeito absoluto ou o imperfeito absoluto inexistem. Sendo assim, as religiões estão repletas de falhas, todas elas, pois são dirigidas por seres imperfeitos e, na maioria das vezes, mal intencionados. A interpretação de seus princípios deve ser sempre feita com visão crítica pois, do contrário, incorre-se no risco de se perder precioso tempo de progresso.

Aqueles que pensam que basta ser caridoso, fazendo o bem aos menos favorecidos, mesmo que por toda a vida, sem que tenha havido uma verdadeira mudança interna, na verdade são interesseiros que só almejam recompensa espiritual e não passam de iludidos, aos moldes dos compradores de indulgências plenárias de outras eras.

A etapa evolucional da humanidade exige um novo nível de pensamento; chega de falsidades internas, de auto-enganações. Fazer o bem aos menos favorecidos é bem fácil, mas analise suas atitudes e, principalmente, seus pensamentos, sobre os seus iguais, sobre os seus competidores, e mesmo sobre os seus superiores e verá que ainda falta uma longa trilha a ser percorrida.

Dar a outra face nem sempre é correto, depende da situação e, como nos disse o mesmo Mestre 'sede gentis como as crianças e espertos como as cobras'.

A acomodação é a chave para a derrocada. Não se ache o 'salvo' porque segue os seus princípios religiosos à regra; lembre-se de que a escada de Jacó é infinita.

Não advogamos uma relegação religiosa, mas uma posição crítica em relação às mesmas, uma vez que são dirigidas por indivíduos falíveis. Aceitar o que é bom e construtivo e rejeitar o restante.

Na matrix atual, a qual nos encontramos agrilhoados, a melhor forma de romper as barreiras da ignorância e do desconhecimento encontra-se no desenvolvimento da nossa sagrada intuição, o elo que nos põe em contato com a verdadeira Fonte, com o verdadeiro Pai, por meio de de uma linha multi-dimensional sutil e infinita.

A intuição é o maior dos dons e deve ser aperfeiçoada com uma vontade inamovível. Ela nos livra do atraso das seitas mal-intencionadas, das religiões infantis e burrificadoras, dos falsos mestres, dos oportunistas e do controle malévolo daqueles que não nos querem bem algum.

Certas coisas, Ela nos sopra a todo momento: o bem é o caminho, pois o bem que fazemos, a nós retorna, trazendo-nos amigos, felicidade, paz e harmonia, e essa vida é realmente uma etapa passageira, mais uma ilusão a ser dominada, um milionésimo de segundo em nossa infinita jornada evolutiva.

Ascensão, livre do claustro religioso

Por que procurar em templos, igrejas, sinagogas, mesquitas ou qualquer sítio religioso o conhecimento espiritual que todo indivíduo já possui?

Por que receber distorcido, mesmo pelo mais alto dignatário religioso, o que encontra-se imaculado, na mais límpida pureza, dentro de si próprio?

O frater da Conscendo deve se situar num patamar mais alto, onde há a necessidade de se livrar de doutrinas que pedem ou já pediram a oferenda de sangue de qualquer criatura viva em seus altares, deve prescindir das congregações que incitam à guerra e ao morticínio daqueles que não são fiéis aos seus princípios, deve ignorar as correntes que pregam a vida modesta e a nobreza da pobreza, mas vivem em exuberantes palácios nababescos, devem dispensar os credos que condenam ao inferno eterno àqueles que se recusam a cumprir suas normas, devem recusar os que pedem doações em troca do paraíso após a vida...

A compreensão da fisiologia universal é ao mesmo tempo singela, porque se baseia em diretrizes simples, na compreensão do antagonismo necessário e do desenvolvimento da união, do amor e altruísmo desinteressados, e complexa, uma vez que não se resume às regras triviais de um céu e um inferno inexoráveis e nem mesmo à lei do carma e ao reencarnacionismo simplórios que certas doutrinas apregoam.

Qualquer ser espiritual possui desde sempre um vínculo inquebratável com o Criador, com a Fonte, onde reside toda a sabedoria cósmica. Esse vínculo se chama intuição; devemos, por meio da vontade absoluta desenvolvê-la. Ela levantará todos os véus de Ísis e tratará de separar informação de desinformação.

Conscendo pretende apenas dar o primeiro empurrão no sentido da libertação, da sabedoria e da verdade. Os fratres que desenvolverem essa ligação com a Fonte, certamente não necessitarão de ajuda externa alguma, nem mesmo da Conscendo (e isso é o que pretendemos), para galgar degraus da escada de Jacó tão elevados, que atribuirão aos nossos dizeres uma lógica e intelectualidade pueris.


Gravida aliquam penatibus

Amet nullam fringilla nibh nulla convallis tique ante proin sociis accumsan lobortis. Auctor etiam porttitor phasellus tempus cubilia ultrices tempor sagittis. Nisl fermentum consequat integer interdum.

Sed quis rhoncus placerat

Amet nullam fringilla nibh nulla convallis tique ante proin sociis accumsan lobortis. Auctor etiam porttitor phasellus tempus cubilia ultrices tempor sagittis. Nisl fermentum consequat integer interdum.

Magna laoreet et aliquam

Amet nullam fringilla nibh nulla convallis tique ante proin sociis accumsan lobortis. Auctor etiam porttitor phasellus tempus cubilia ultrices tempor sagittis. Nisl fermentum consequat integer interdum.